Assassinato em nome de Deus: Filho diz que matou os pais de acordo com a ordem de Jeová

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Assassinato em nome de Deus: Filho diz que matou os pais de acordo com a ordem de Jeová

Mensagem por Regis Medina em Qui Nov 11, 2010 10:15 am


Por GAYANE MKRTCHYAN
repórter ArmeniaNow


O assassinato dos pais por seu próprio filho, que é membro da seita Testemunhas de Jeová, tem causado acaloradas discussões públicas na Armênia.

Arman Torosyan, 23, matou seus pais - Khachik Torosyan 64 anos de idade e Marietta Torosyan 57 anos de idade em seu apartamento em Sevan, como ele diz, "cumprindo o mandamento de Jeová".

O processo criminal foi arquivado de acordo com o artigo do Código Penal da Arménia ("assassinato de duas ou mais pessoas"), em Sevan.

O assassino deve ser submetida a um exame psiquiátrico, entretanto, uma nova onda de denúncias contra as seitas e os impactos negativos de suas atividades sobre o povo levantou-se em Yerevan.

Uma tele-conferência entre Yerevan-Moscou-Tbilissi-Kiev, realizada nesta quarta-feira, discutiu a questão das reais ameaças que as seitas trazem e os meios de lutar contra elas.

De acordo com Alexander Amaryan , chefe do Centro de Reabilitação e Assistência às Vítimas de Seitas Destrutivas, o número de pessoas envolvidas em seitas na Arménia atinge 368.000.

"O principal objetivo das organizações é o sectário e " reprocessamento mental "das pessoas. Não há especialistas correspondentes na Arménia, não há centros independentes que podem levar a cabo uma luta contra esses pregadores ", diz Amaryan .

O Psiquiatra Aram Hovsepyan, coordenador técnico da Associação Psiquiátrica da Armênia , diz que casos de suicídio e assassinato cometidos sob a influência de seitas, aumenta (ainda que não existem dados oficiais).

"Esses pacientes desenvolvem um tipo de transtorno de dependência mental de outras pessoas", diz Hovsepyan. "Temos agudos transtornos psicóticos que levam as pessoas a inconsciente ações agressivas".

Fonte: Armênia Now
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 46

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato em nome de Deus: Filho diz que matou os pais de acordo com a ordem de Jeová

Mensagem por erreve em Qui Nov 11, 2010 11:55 am

Estranho, mas interessante.

Por que o rapaz disse que matou e nome de Jeová? Será que os pais dele se dissociaram ou foram desassociados?

A notícia incompleta, como está dá margem a muitas perguntas, uma delas é: se não será isto apenas um motivo para atacar as TJs?

Pessoalmente eu fico com um pé atrás como notícias assim, que envolvem o nome da religião com uma matéria que contradiz o que uma TJ sabe. Afinal sabemos que a Organização das TJs jamais endossaria a atitude desse rapaz.
avatar
erreve

Mensagens : 500
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.erreve.co.cc/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato em nome de Deus: Filho diz que matou os pais de acordo com a ordem de Jeová

Mensagem por Regis Medina em Qui Nov 11, 2010 4:54 pm

A matéria deixa muita coisa sem resposta. Para mim uma péssima associação é a de um desequilibrado mental com uma seita que trabalha a mente, o medo, o ódio, tudo sob o manto do "amor".
Malucos muitas vezes não tem a sofisticada arte cristã de serem hipócritas e num delírio podem mostrar de forma escancarada a essência da justiça fundamentalista.
Mas concordo que não tem muita credibilidade o sistema de governo da Russia com seus vícios da antiga União Soviética.
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 46

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato em nome de Deus: Filho diz que matou os pais de acordo com a ordem de Jeová

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum