Cristovam Buarque

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cristovam Buarque

Mensagem por erreve em Qui Out 28, 2010 8:01 pm

É uma pena que ele não se tenha candidatado à Presidência. Nesse eu votava sem medo de ser feliz... Smile


Futuro interrompido
Seg, 25 de Outubro de 2010 08:35

Não deveria haver surpresa no fato de o debate eleitoral estar sendo pautado pelo tema do aborto, da sexualidade e da crença no cristianismo.

Dois fatos levam a população a se preocupar com isso: de um lado, décadas de queda nos valores morais da sociedade - resultando em corrupção, desarticulação da família, generalização da droga, gravidez precoce, abandono de mulheres pelos maridos, prevalência da riqueza como objetivo central e valorização absoluta do consumo - fizeram com que ela, desarvorada pela falta de valores, buscasse abrigo na religiosidade.

De outro lado, nos últimos oito anos a apatia ideológica fez com que os partidos ficassem parecidos, o debate sem ideias novas e os candidatos pouco diferentes entre si.

Debatem-se velhos temas: como crescer, e não qual crescimento; privatizar ou estatizar, e não dar caráter de interesse público a toda atividade econômica, estatal ou privada; como construir mais escolas técnicas, e não como fazer uma revolução na Educação; quem vai distribuir mais Bolsa Família, e não quem a tornará desnecessária.

Nesta crise de valores e neste vazio de ideias, o aborto se torna tema central, embora nada tenha a ver com o cargo de presidente da República. Além disso, este tema fica limitado à defesa da vida do indefeso embrião, sem tocar no assunto do direito à vida daqueles que já nasceram, mas que são abandonados pela sociedade e pelos governos que ela elege.

Para serem levados a sério, os que defendem o direito à vida do embrião deveriam defender também o direito à vida daquele abortado logo depois do nascimento, por falta de uma incubadora que sirva de ponte entre a barriga da mãe e o mundo real onde vai respirar. Mas o Brasil abandona muitos de seus recém-nascidos em hospitais sem UTI infantil, forçando o médico a escolher quais terão a chance da vida e quais serão abandonados à morte, provocando um aborto pós-parto. Um recém-nascido é ainda mais indefeso do que um embrião na barriga da mãe, mas não vemos os que se opõem à descriminalização do aborto criminalizando também os responsáveis pelo aborto decorrente do abandono nas maternidades públicas.

O debate eleitoral mostrou forte movimento contra o aborto provocado por mães antes do parto, mas não há movimento contra os responsáveis pelo fato de que todos os dias mães amorosas perdem seus filhos por falta de atendimento médico no pós-parto.

Também ocorre um aborto quando uma criança morre por desnutrição ou falta de remédios. Vinte e cinco anos depois da restauração da democracia, depois da retomada do crescimento econômico, da estabilidade monetária e da afirmação do Brasil no cenário mundial, depois de 16 anos de governos social-democratas, milhares de crianças morrem no Brasil por falta de comida e de remédios, com suas vidas interrompidas, abortadas.

Seus aborteiros não são mães, nem médicos, são os governos e todos nós, seus eleitores e contempladores passivos, que nos omitimos diante do direito à vida, enquanto comemoramos PIB, Copa do Mundo, Olimpíadas, trem-bala, pontes, estradas, hidrelétricas...

É também um aborto não oferecer escola de qualidade para toda criança.

Bicho só precisa de comida e ar, nasce uma só vez, quando sai da barriga da mãe ou do ovo onde é gestado.

Gente nasce duas vezes: quando sai da barriga e quando entra na escola.

Não entrar na escola é ter o futuro interrompido, abortado. No Brasil, crianças são abortadas a cada minuto, ao abandonarem a escola antes do tempo, como se estivessem sendo expulsas do útero materno antes dos nove meses de gravidez. Mas não há movimento contra esse aborto.

O Brasil é um país que debate as posições dos candidatos sobre o aborto pré-parto, que nem depende do presidente, e se esquece de debater o cuidado das crianças no pósparto, abortando-as por falta de cuidados, remédios, comida, escola. E abortando tantas crianças, diante do silêncio de todos, inclusive de líderes laicos e religiosos, vamos interrompendo o futuro do Brasil.


CRISTOVAM BUARQUE é professor da UnB e senador (PDT-DF).

artigo publicado no jornal O GLOBO no dia 23/10/10

Última atualização ( Seg, 25 de Outubro de 2010 08:35 )

Publicado em: Senador Cristovam Buarque. Futuro Interrompido. http://www.cristovam.org.br/portal2/index.php?option=com_content&view=article&id=3901:futuro-interrompido&catid=154:artigos&Itemid=100139#addcomments. Acesso em: 28/10/10
avatar
erreve

Mensagens : 500
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.erreve.co.cc/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristovam Buarque

Mensagem por Regis Medina em Sex Out 29, 2010 7:54 am

Ele fez falta, ou melhor as propostas dele fizeram muita falta. Não quis dar meu voto para Marina, que embora tem uma história pessoal bonita, não é uma estadista secularizada. Serra, para mim é uma velha raposa política que vai conforme a onda, abraça e fala o que seu marqueteiro indicar. Lula Dilma para mim representa as novas raposas políticas, aquelas que antes passavam fome e agora que cuidam do galinheiro, se esbaldam como loucas sem nem se importar se vai sobrar para o amanhã.
Em geral não gosto muito de falar sobre política publicamente, pois já falo de religião (rsrsrs) e só isso já atrai ódio demais. Mas nessa eleição religião é política andaram abraçados demais, foi um retrocesso.

Eu que vi os tantos planos econômicos que o Brasil já teve naqueles loucos tempos de hiperinflação, sou grato pelo plano real que foi o único que funcionou e fez o Brasil entrar no rumo. Já o governo Lula teve meu voto em sua primeira eleição, embora eu tenha sido um antigo militante de esquerda, temia que pensamentos atrasados do PT estragassem o plano Real e a responsabilidade fiscal implantadas no governo FHC. Lula, pegou os economistas do PSDB para manter o que estava funcionando e colheu os frutos da estabilidade econômica brasileira e mundial. Mas a famosa ética que eu admirava no PT, foi implodida no governo Lula. Hoje vejo os militantes do PT fazerem defesas apaixonadas do partido e de seus elementos, quase como quem fala de santos mártires cristãos, gente pura e cândida, sempre com as melhores intenções, embora cercados de demônios sempre tentando seduzi-los. Ta...
É nos militantes que vejo manifestar o religioso fenômeno da fé cega, da seletiva exclusão de fatos e demonização do oposto. A esperança mística se torna mais real em épocas de eleição.
Meu "Santo" é melhor, faz mais milagres e é mais santo que o seu, que é um demônio disfarçado. Mad
Não é para menos que religião esta presente nas eleições, os próprios candidatos sempre se apresentam como "salvadores" e tem seus seguidores apaixonados.

Cristovam Buarque, prometeu o milagre da boa educação. Milagre que exige esforço de muitos , até mesmo dos beneficiados. Este tema não da retorno político imediato como dar dinheiro aos pobres. Uma coisa não exclui necessariamente a outra, mas quando o foco é maior em dar dinheiro para pobres e de educação mau se lembra, então uma coisa é certa: Não estão nem aí para a pessoa, para seu verdadeiro futuro, nem para o futuro do país. Estão mesmo é preocupados em manter um curral eleitoral ignorante, dependente, idolatrá de populistas, para poderem manter suas riquezas, embora muitos destes milionários se postem de representantes dos pobres como fazem as principais lideranças do PT inclusive o próprio ricaço do Lula.
Ter escapado de uma seita que faz lavagem cerebral me deixou escaldado demais para fechar os olhos a razão e crítica. PT perdeu meu voto no primeiro mandato, Serra, tinha chance de ganhar, mas perdeu provavelmente para sempre.
Sinto falta de não ter alguem com a proposta do Cristovam Buarque, ia ganhar meu voto e perder a eleição.
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum