Predador TJ de crianças ataca novamente. E no "paraíso espiritual" está tudo maravilhoso.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Predador TJ de crianças ataca novamente. E no "paraíso espiritual" está tudo maravilhoso.

Mensagem por Regis Medina em Sab Out 09, 2010 11:19 am

Detetive Robert Edward Bill testemunha de Jeová e Predador sexual volta a cena


Bill voltou em cena. Ele primeiro virou noticia quando foi acusado de tentativa de seqüestro de uma menina de 5 anos que voltava para a sua casa de um playgroud em 22 de junho de 2007 na região rural de Hollywell, Reino Unido. No incidente Bill parou seu carro numa estrada e puxou conversa com a menina perguntando se ela viu um gato.
A mãe viu isso de sua janela e correu junto com o tio da menina em socorro do que parecia ser a iminência de um seqüestro.
Para o policia Bill negou ter conversado com a menina afirmando que parou sua Ford Mondeo apenas para verificar o pneu. O tio da menina já tinha visto Bill circulando pela região e chamou a atenção por estar perto de crianças daquele playground. Como a região é isolada e distante da casa de Bill, muitas perguntas foram feitas. Afinal, o que ele estava a fazer ali?
No entanto a policia descobriu mais sobre Bill.
Robert Edward Bill aos seus 54 era então um homem respeitável, um veterano das Testemunhas de Jeová que pregava de porta em porta, ex professor de desenho e arte e então dono de uma empresa de equipamentos para playground.
Mas funcionários de sua empresa por demais incomodados com o comportamento indevido e estranho de Bill com as crianças o denunciaram a policia. Bill foi advertido e logo montou outra empresa de equipamentos de playground chamada Play Zone. O mesmo se repetiu e funcionários denunciaram seu comportamento suspeito com crianças.
A policia descobriu que Bill havia sido condenado por assediar sexualmente uma menina de sete anos de idade há 10 anos em St Asaph e que em seu computador escondia 730 fotos indecentes com crianças.
Bill foi então condenado a quatro anos de prisão pela tentativa de seqüestro da menina, 18 meses por atentado violento ao pudor e seis meses por posse de imagens indecentes, que se dizia ser da categoria mais baixa, e ele foi desclassificado de trabalhar com crianças.
Ainda tentou varias apelações sendo que na acusação de tentativa de seqüestro não houve acordo no primeiro julgamento.
Bill estava preso desde outubro de 2007, mas mediante um novo recurso contra sua condenação de tentativa de seqüestro, conseguiu em 19 de Janeiro de 2010, liberdade provisória sob fiança até a audiência de apelação.
Passado algum tempo em liberdade, um membro de sua família aproveitou em 2 de agosto de 20010, para verificar o histórico de navegação do computador de Bill e constatar que ele não havia mudado.
Confrontado Bill admitiu ter um problema e comunicou os oficiais responsáveis pelo seu caso. Ele tinha ido ao YouTube e assistido muitos vídeos familiares de crianças.
Ele disse que tinha estado a olhar as crianças de tenra idade, mas que não eram imagens pornográficas.
No entanto, este comportamento foi uma violação óbvia da ordem de prevenção a ofensas sexuais.
Bill tinha cumprido até Janeiro, 523 dias de prisão e dificilmente voltaria, pois a menina e sua mão não queriam depor novamente sobre o caso. O advogado de Bill diz que ele esta esmagado de arrependimento e que alem do mais Bill tinha não sido visto perto de escolas e playgrounds descumprindo as determinações impostas para seu comportamento.
“Ele reconhece que tem um problema e que tem de parar com isso” assegura o advogado de Bill.
Já em sentença o Juiz Edwards disse:
“Uma tentativa de seqüestro, como a deste caso, é o pior pesadelo para os pais.
Você estava viajando, procurando uma criança para molestar.
Felizmente, as ações da mãe e do tio impediram isso de acontecer.
O público pode ter algum conforto de você estar sendo monitorado por policiais do
País de Gales. Esperamos que isso irá ajudá-lo, e o mais importante, isto irá ajudar as crianças do Norte de Gales.
E no futuro você deve ter muito cuidado, pois se cometer um outro crime, vai cumprir sua pena por muito, muito longo tempo.”
“You must be very careful in the future for if you commit another offence you will serve a very, very long time.”

Mais predador sexual de crianças entre as TJs, e ainda reincidente.
Para um grupo de pessoas que tem mania afirmar entre si, que seus piores membros, são melhores dos que os melhores do "mundo" ( ou seja, fora das testemunhas de Jeová), isto soa como vindo de pessoas ignorantes, totalmente apartadas do que acontece a sua volta. E é exatamente isso que acontece quando se isola pessoas e restringe suas informações a somente as oficiais da seita, como faz a organização das Testemunhas de Jeová. Por isso que minha sogra (TJ de décadas) nem sabia direito o termo "pedofilia" (lembrava que era parecido com pediatria) e relacionava isso isso apenas com padres... Nem em sonho imagina que proporcionalmente é maior com TJs do que com católicos. Para elas é somente apresentado e aceitável a visão desejada pela seita e não a realidade. Exclui tudo que é negativo, infantilizando ainda mais esses adultos. Suas mentes vêem somente um "maravilhoso mundo encantado" quando observam sua seita.

Advertência: Este artigo ou qualquer menção sobre o “Tiozinho Bill” não serão relatados nas experiências edificantes das revistas “A Sentinela”, nem de sua companheira “Despertai!”

avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum