Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Regis Medina em Qua Jan 05, 2011 2:31 pm

Tradução livre


04 de janeiro de 2011 (RII-YUBU) - O governador do oeste do estado de Equatoria Bangasi Joseph Bakosoro que estava em campanha para o referendo em todos os municípios, dos estados de Payams e Bomas disse: "Testemunhas de Jeová (TJ) são traidores da liberdade do Sudão do Sul ".


O governador fez esta observação em sua visita a ao Payam no Natal.

"Durante o registo eleitoral para o referendo do sul do Sudão, as Testemunhas de Jeová no estado de Western Equatoria se recusaram a registrar", revelou.

Bakosoro disse ainda, que "As TJs passaram à frente influenciando outros cidadãos não participar no registo de eleitor para esses eventos históricos".

As TJs nega veementemente qualquer plano para influenciar outros cidadãos a seguirem seu seu preceito religioso em "não participar em nenhuma das questões políticas do governo".

O mesmo cenário ocorreu durante as eleições gerais de abril.

"Como governo, com sua própria Constituição e lei, as igrejas das Testemunhas de Jeová no estado permanecerão suspensas até se averiguar (as TJs) em todo o Sudão do Sul e no resto do mundo", anunciou Bakosoro.

"Vamos consultar na América para descobrir qual Bíblia as Testemunhas de Jeová estão usando ou se (elas) tem governos diferentes?" Perguntou Bakosoro.

Bakosoro apelou a todos os Comissários para garantir que as igrejas permaneceram suspensas "até ter resultados precisos e as decisões serão tomadas."

Bakosoro lamentou que "O referendo não é sobre um indivíduo, mas é como uma peça de ouro que foi garantida pelos 2 milhões de vidas perdidas na luta desta Nação, isso vai determinar o futuro de nossos netos."

O Vice-Governador Sapana A. Abuyi recebeu na terça-feira 28 dezembro de 2010 uma delegação das Testemunhas de Jeová de Juba dirigido por Phillip Paulino.

Falando ao vice-governador, Paulino afirmou que "é contra sua religião se registrar ou misturar com política."

Ele pediu ao vice-governador do governo do estado para permitir a seita "retomar as suas atividades religiosas sem condições prévias".

Em resposta, o vice-governador disse, "o governo do Estado não é contra qualquer igreja, mas é porque os seguidores das Testemunhas de Jeová continuam a pregar uma mensagem errada para as comunidades locais do Estado com relação à próxima votação histórica no Sudão do Sul".

O vice-governador, que também é presidente do Referendo Estado Task Force, revelou que, "o Acordo de Paz Global deixou claro para os Sulistas determinar seu destino através do voto em 9 de Janeiro de 2011."

Além disso, o governador em um de seus discursos incentivou os cidadãos a tomar a sério o referendo como parte da vida, chamando-o como a "última caminhada para a democracia, liberdade e prosperidade para o povo do Sudão do Sul".

Bakosoro também incentivou o povo do Ri-Yubu e Wes inteira para se concentrar melhor na produção de alimentos para acabar com a dependência de ajuda alimentar.

Com apenas quatro dias restantes o Povo do Sudão do Sul devem realizar um referendo sobre a autodeterminação de permanecer o Sudão unido ou haver uma separação.
(ST)
Fonte: Sudan Tribune

Noticia Adicional para melhor entender a situação
ÁFRICA
Sudaneses vão referendar a divisão do país
por DN.ptHoje

O referendo do próximo domingo poderá determinar a divisão do maior país do continente africano, caso os seus habitantes votem a favor da separação entre o Norte e o Sul.
Espera-se que o resultado do referendo seja o apelo à independência do sul do Sudão tornando-se o 193.º estado do mundo.
O Sudão é já um país dividido a vários níveis. A guerra civil entre as duas áreas do país deixou o sul negligenciado e pobre, enquanto o norte é uma zona rica. As diferenças são visíveis do espaço, sendo o norte composto por zonas áridas e o sul por grandes áreas de floresta.Fonte: Globo
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Regis Medina em Qua Jan 05, 2011 2:45 pm

Mais uma fez a organização coloca sua Testemunhas de Jeová em risco desnecessário. Parece que buscam fazer vitimas em suas fileiras para se promoverem ao custo de sangue.
Testemunha de Jeová nenhuma é politicamente neutra simplesmente porque isso é humanamente impossível.
Se não querem ter uma participação político partidária, tudo bem, mas confundir isso com cidadania é irracional.
A própria Torre de Vigia tem sua política, que em nada é diferente da do "mundo", com todo molejo quando quer e dura quando vai dor em outros. A história das TJs tem casos horríveis de política dúbia e contraditória que já custou milhares de vidas, mas seu aprendizado é muito lento e irresponssável.
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por erreve em Qua Jan 05, 2011 4:02 pm

Entendo o que você diz, e, como você escreveu, é uma exposição desnecessária a risco. No entanto a coisa aqui é um pouco mais complicada pois envolve um direito básico do homem que é a liberdade de adoração.

Os políticos da esquerda, lá como cá, continuam com o discurso da década de 1960/1970 quando centenas, ou talvez milhares de Testemunhas em Malaui, na África, foram cruelmente torturadas e mortas. (É, eu não esqueci do México, mas o problema aqui vai para o polo oposto ao da recusa em receber transfusões e ao do acobertamento de pedófilos. Fere um direito humano básico que é a liberdade de adoração).

Mesmo achando que a doutrina das Testemunhas de Jeová sobre neutralidade esteja equivocada, não consigo, com base num erro doutrinal evitar de culpar o governo do Sudão de violar direitos humanos básicos em nome de uma falácia. Não sei por que tive uma sensação de "dejá vu" com essa notícia. É assim que começa o massacre de inocentes. Crying or Very sad

Além do Sudão ser islâmico fundamentalista, pratica a circuncisão femina, e isso em meninas de 6 a 8 anos. Em nome da "liberdade de adoração" o mundo se cala diante dessa barbaridade (embora algumas vozes isoladas se indignem). Agora eles vêm hipocritamente dizer que meia dúzia de Testemunhas de Jeová prejudicam o país porque se nega a participar do escrutíneo?

Temo pelas Testemunhas, mas, em minha opinião, nesse caso específico, o vilão não é a STV, mas o Sudão.

Um abração,
RV
avatar
erreve

Mensagens : 500
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.erreve.co.cc/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Regis Medina em Qua Jan 05, 2011 4:25 pm

Foi exatamente essa sensação de "dejá vu" Erreve, que me motivou a postar essa matéria. É o flerte com o perigo. O flerte de dois grupos atrasados no tempo cada um com sua justificativa. Bastava que um lado não fosse radical para não haver tensão.
Se o governo tem influencia da teocracia, pior ainda. Religiosos amam colocar a culpa no outro, as TJs são assim também, mas lá elas não tem proteção do estado e Jeová imaginário não salva ninguém.
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por erreve em Qua Jan 05, 2011 7:48 pm

Sabe, Reginaldo, fiquei perplexo com o acontecido no fórum Testemunhas de Jeová em que uma ameba, usando um apelido falso surgiu de repente, como a primeira molécula de DNA, da incrível sopa orgânica que é a dissidência TJ brasileira.

O que ele/ela escreve, na verdade reflete o que, pelo menos a mim me parece, o "pensamento único" da espécie Ex-Tj brasiliensis. Digo "parece" porque sei que, felizmente, nem todos pensam como esse/essa molusco, mas a omissão dos que pensam diferente permite que esses catárticos vivam se pavoneando pela Internet como sendo os únicos opositores "oficiais" da STV. Os únicos "que fazem alguma coisa". O descaramento desses indivíduos é tal que, na cruzada pessoal que movem, pelos motivos obscuros que só eles conhecem, contra Sociedade, tentam implantar na Internet um esquema de verdadeiro terrorismo contra todo aquele que desafina do tom deles e que não os cultua.

Os dois neurônios desses imbecis, só conseguem enxergar dissidência naqueles que seguram uma faixa ou um cartaz contra as Testemunhas de Jeová.

Os idiotas dentro das limitações impostas por seus cérebros de camarão, chegam ao cúmulo de depreciar quem apenas escreve, ignorando que o que mudou o mundo foram os livros e não as revoluções. Antes delas, surgiram as ideias e sua divulgação através da escrita. Não houvessem os escritos, ainda estaríamos vivendo sob o regime feudal e escravocrata do Brasil do século XIX.

O incidente no fórum Testemunhas de Jeová serviu para eu fazer uma "reflexão" e decidir dar uma "DECLARAÇÃO" definido de maneira definitiva minha posição nesta questão da dissidência TJ.

Mais do que desejar uma mudança na religião das Testemunhas de Jeová. Mais do que ver quebrado o poder despótico de alguns anciãos da comunidade TJ. Muito mais do que me importar se a Bíblia é ou não é inspirada por deuses, eu prezo a Democracia. Eu prezo a Carta de Direitos Humanos das Nações Unidas. Eu prezo a Liberdade de Expressão. Eu prezo a Liberdade de Crença e Adoração e não me interessa participar, apoiar, defender ou divulgar nenhuma ação que vise cercear o direito das Testemunhas de Jeová de exercerem sua liberdade de escolha quanto à religião e a que deus desejam adorar, mesmo que isso custe a elas, suas pobres vidas.

Eu acredito piamente, com convicção que beira ao fanatismo que apenas com esclarecimento as Testemunhas de Jeová poderão abrir os seus olhos e ver o que realmente está por trás da religião que professam. Persegui-las e proscrevê-las só fará aumentar sua renitência e apego às doutrinas loucas do CG, além de aumentar ainda mais o seu número. Isso não é minha opinião. Isso é história! O combate pela Razão não é um caminho de soluções rápidas porque precisa que a Testemunha de Jeová inquiridora vença primeiro os obstáculos que sua liderança colocou para impedi-la de ceder aos seus próprios questionamentos mas, segundo meu critério, é o melhor e é o único caminho que honra e dignifica o indivíduo e a Liberdade!

Minha oposição às Testemunhas de Jeová nunca será no ativismo baderneiro, pelo contrário, foi, é e sempre será no campo das ideias.

Pode se sentir responsável por esta minha mensagem, Reginaldo, porque foi conversando com você sobre o que está ocorrendo no Sudão que me surgiu a ideia de escrever o que escrevi aí em cima, preparando o texto para levar para fórum Testemunhas de Jeová e outros veículos de divulgação que uso.

Um abraço,
RV
avatar
erreve

Mensagens : 500
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.erreve.co.cc/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Regis Medina em Qui Jan 06, 2011 12:04 pm

Erreve, sinto muito os ataques que esta recebendo mais uma vez por não cantar afinado com o coro. Isso já é antigo entre as ex TJs e foi também o inicio de eu conhecer lado obscuro de alguns ex TJs que querem organizar e dirigir grupos. Por eu discordar totalmente em participar dos planos de te esculhambar que também acabei entrando na lista negra do Pascoal e cia. Para ser franco eu nem concordava totalmente com algumas declarações suas na época, mas eu as respeitava, tentava entender o que queria dizer e principalmente não me ofendia com quem pensa diferente, muito menos querer obrigar as pessoas a só falar o que eu quero sob ameaça de ser perseguido.

Mais uma vez eu não concordo totalmente com vc nos detalhes, mas respeito o que diz e tento entender seu ponto de vista Erreve.
A diferença do meu ponto de vista é que eu acredito que a posição individual de cada TJ em evitar ex membros não é simplesmente uma decisão de sua consciência.
Ela pode acreditar que sim, mas isso foi aos poucos moldado. Os mecanismos de controle mental da Torre são bem conhecidos e as vitimas dela não se dão conta de sua manipulação, mesmo estando deprimidas ou angustiadas por excluírem um familiar de sua vida, ainda assim o fazem porque o contrario também o faria se sentir mau para com "deus".
Isso foi colocado a base de marteladas em suas mentes alem do fato que se não concordarem estão sob ameaças de receberem o mesmo tratamento e serem rejeitadas por deus. Todo esse processo é baixo demais para a Torre alegar que é simplesmente uma decisão pessoal. É uma simplificação que é interessante para os propósitos da Torre em minha opinião.
Por outro lado a complexidade do processo de controle mental que torna as TJs robôs insensíveis ou pessoas angustiadas, talvez nem seja difícil de se provar juridicamente, mas não penso que a justiça e a sociedade brasileira se encontra capaz para esse nível de discussão. Digo sociedade, porque esse tema respinga "sangue" para um monte de outras religiões e nem países com uma população com maior grau de educação teve excito em peitar a religião assim.
A melhor contribuição desse caso é a divulgação. As futuras (e óbvias) derrotas jurídicas por outro lado darão força para o discurso ufanista TJ. Teremos de ouvir muita lenga-lenga sobre "mexer com Jeová" e similares, mas em minha opinião não supera o prejuízo da divulgação negativa de sua organização.

Erreve, sei que as ameaças que recebeu alem já provadas não ser de quem se diz ser, tem o fato de que poucas pessoas conhecem o assunto e os personagens, visto isso ser algo tratado em privado, ou seja a antiga ADM do ex TJs. Não é a primeira vez, nem a décima. É uma droga alguns não se satisfazerem em espiar MPs, nos caluniar, inflamar uns contra outros, expulsar e apagar centenas de tópicos que criamos e talvez milhares de postagens, ainda não se contentam em nos deixar em nosso canto.
O jeito Erreve é saber conviver com isso, por mais hipócritas que esses ataques sejam para quem quer criticar a Torre de Vigia, essa ironia vai continuar nos bastidores sujos da internet onde caminha ratos que só mordem escondidos no escuro.




avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por erreve em Qui Jan 06, 2011 3:44 pm

Prezado Reginaldo,
O que escrevi foi mais um desabafo que há algum tempo precisava fazer em função das bobagens que o(a) fulano(a) escreveu no outro fórum.

A notícia sobre o Sudão me deu o empurrão que eu precisava para o assunto se estruturar na minha mente. Uma vez estruturado montei o texto e o publiquei.

Estou mais calmo agora que me posicionei quanto ao assunto "disidência TJ". Achei importante deixar bem claro o que talvez [ainda] não estivesse na mente de alguns. O resto, a mim não afetou em nada... Very Happy

Um abraço,
RV


Última edição por erreve em Qui Jan 06, 2011 7:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
erreve

Mensagens : 500
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.erreve.co.cc/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Regis Medina em Qui Jan 06, 2011 3:48 pm

Rsrsrsrs Legal Erreve, não vale a pena mesmo.

Por essa e outras coisas que eu gosto de ser chamado de apóstata
Tasmania
avatar
Regis Medina
Admin

Mensagens : 625
Data de inscrição : 28/09/2010
Idade : 47

Ver perfil do usuário http://exjeovaceticos.foro.bz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Testemunhas de Jeová vistas como traidores para a liberdade no Sudão do Sul, condena governador local. (olha o perigo)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum